Bem-vindo à Comunidade UBNT

Ping alto durante transferência de arquivos via LAN

Bom dia, pessoal.

Tenho um ER-X-SFP e conectado a ele está o meu PC + um switch (TP-Link Gigabit) e conectado ao switch está meu notebook.

Enquanto transfiro arquivos via LAN do PC pro notebook (12MB/s, pois o notebook não é gigabit), meu ping sobe muito, vide imagem abaixo:



Isso é normal?
O que está acontecendo?
Posso fazer algo para solucionar isso?
Rotulado:

Comentários

  • Esse comportamento não é normal e pode sugerir algum problema de configuração de roteamento, seja entre as redes internas ou mesmo na saída externa, até porque uma latência de 500ms é inaceitável para qualquer aplicação em comunicação. O EdgeRouter possui uma única rota default (0.0.0.0/0) apontando para o endereço de gateway da conexão do seu provedor? O PC e o switch estão ligados em portas configuradas em redes separadas (L3) ou em bridge (L2)?
    tntzk
  • tntzktntzk 0 Pontos
    editado fevereiro 2019
    Samuel, antes de tudo, obrigado por tentar me ajudar.

    Respondendo as suas perguntas:

    O EdgeRouter possui uma única rota default (0.0.0.0/0) apontando para o endereço de gateway da conexão do seu provedor?

    Pelo que pude verificar na aba Routing, sim: https://i.imgur.com/7Ed8Vo6.png

    O PC e o switch estão ligados em portas configuradas em redes separadas (L3) ou em bridge (L2)?

    Acredito que estão todos na mesma rede (L2?). O único range de IPs que uso é o 192.168.1.xxx.
    Esse é o print das interfaces: https://i.imgur.com/luua50b.png
  • No print da sua tabela de roteamento existem dois IPs públicos amarrados na conexão. Você sabe dizer qual seria a razão disso? De alguma forma o problema deve estar relacionado com isso, já que para cada um desses IPs existe um endereço de gateway diferente...

    tntzk
  • tntzktntzk 0 Pontos
    editado fevereiro 2019
    No print da sua tabela de roteamento existem dois IPs públicos amarrados na conexão. Você sabe dizer qual seria a razão disso? De alguma forma o problema deve estar relacionado com isso, já que para cada um desses IPs existe um endereço de gateway diferente...

    Não sei te dizer exatamente. Porém, antes de usar o ERX, eu utilizava outro roteador, um Linksys E900-BR com firmware Tomato. Nele também apareciam 2 IPs diferentes associados ao pppoe, mas na interface do Tomato um era classificado como "local IP address" e o outro como "remote IP address".

    Minha internet é da Vivo, 25MB VDSL. O modem está em bridge e o ERX está responsável pela autenticação pppoe.
  • Ok, acho melhor você remover os logs com as informações públicas. Então você realmente possui uma única conexão WAN. Nesse caso sugiro resetar o ER e fazer a configuração inicial através do assistente, informando a interface conectada no modem (WAN) como cliente PPPoE e colocando as demais em bridge na rede padrão 192.168.1.0/24, assim você mantém seu cenário atual.
    tntzk
  • Ok, acho melhor você remover os logs com as informações públicas. Então você realmente possui uma única conexão WAN. Nesse caso sugiro resetar o ER e fazer a configuração inicial através do assistente, informando a interface conectada no modem (WAN) como cliente PPPoE e colocando as demais em bridge na rede padrão 192.168.1.0/24, assim você mantém seu cenário atual.
    Vou refazer assim que possível e posto aqui o resultado.
    Só não entendi uma coisa, o que você quis dizer com "assim você mantém seu cenário atual". Isso quer dizer que o problema de ping alto ainda vai ocorrer?
  • Quer dizer que assim você mantém a mesma topologia que apresentou antes, ou seja, uma interface recebendo a conexão WAN via PPPoE e as outras interfaces em bridge (L2) como se fossem um switch na sua rede. O objetivo de fazer o reset é apenas avaliar se nenhuma outra configuração foi realizada posteriormente no ER e seria a causa do problema. Se o problema cessar e a conexão estabilizar, então está resolvido. Caso contrário, é um indício de que a origem do problema pode estar em algum outro ponto da sua rede...
    tntzk
  • tntzktntzk 0 Pontos
    editado fevereiro 2019
    Quer dizer que assim você mantém a mesma topologia que apresentou antes, ou seja, uma interface recebendo a conexão WAN via PPPoE e as outras interfaces em bridge (L2) como se fossem um switch na sua rede. O objetivo de fazer o reset é apenas avaliar se nenhuma outra configuração foi realizada posteriormente no ER e seria a causa do problema. Se o problema cessar e a conexão estabilizar, então está resolvido. Caso contrário, é um indício de que a origem do problema pode estar em algum outro ponto da sua rede...
    Acho que descobri qual era o problema.
    Desabilitei a opção abaixo e agora a latência quase não aumenta durante a transferência de arquivos.


    Muito, muito obrigado pela ajuda.

    Vou continuar testando, para ver se o problema não reaparece, e depois volto para dizer se isso realmente resolveu.

    Edit: só mais uma pergunta. Meu modem tem o IP 192.168.15.1 e ele está na eth0 do ER. É possível acessar a interface do modem direto do meu PC através do IP dele? Eu tentei aqui, mas não consegui.

  • A sub-rede 192.168.15.0/24 não existe na tabela de roteamento do seu ER, então não é possível porque todo tráfego destinado para o IP 192.168.15.1 será descartado pelo roteador ao chegar nele, por exemplo originado pela sua LAN 192.168.1.0/24. 
    tntzk
  • A sub-rede 192.168.15.0/24 não existe na tabela de roteamento do seu ER, então não é possível porque todo tráfego destinado para o IP 192.168.15.1 será descartado pelo roteador ao chegar nele, por exemplo originado pela sua LAN 192.168.1.0/24. 
    É possível fazer algum redirecionamento? No Tomato eu preenchia um campo informando o IP do modem e depois conseguia acessar.
  • Você teria que deixar o modem em modo roteador compartilhando a mesma sub-rede com o EdgeRouter, por exemplo uma sub-rede /30 apenas entre eles dois. Fazendo isso, automaticamente o ER criaria uma rota vinculada à sub-rede do IP do modem, de forma que as máquinas de outras sub-redes do ER conseguiriam o acesso.

    Não recomendo fazer isso.
    Recomendo deixar apenas o ER como roteador e  o modem em modo bridge.
    tntzk
  • Hm, acho que entendi. Eu realmente não quero tirar o modem do modo bridge. Interessante que o Tomato conseguia lidar com isso, só não sei como.


    Ele se aplica ao meu caso?
  • Sim, a criação de uma interface lógica do tipo pseudo-eth vinculada com a interface física de vizinhança com seu modem é uma opção válida para manter seu modem em bridge. Depois de criada a interface pseudo-ethernet basta atribuir um IP para ela na mesma faixa do IP configurado para gerência do modem. Essa mesma configuração pode ser feita através da interface gráfica do EdgeRouter, na seguinte opção:

    > Config Tree
    > interfaces
    > pseudo-ethernet (*)
    > + Add

    (*) Depois de adicionar a interface será possível clicar no nome dela e atribuir um IP. 
    tntzk
  • tntzktntzk 0 Pontos
    editado fevereiro 2019
    Sim, a criação de uma interface lógica do tipo pseudo-eth vinculada com a interface física de vizinhança com seu modem é uma opção válida para manter seu modem em bridge. Depois de criada a interface pseudo-ethernet basta atribuir um IP para ela na mesma faixa do IP configurado para gerência do modem. Essa mesma configuração pode ser feita através da interface gráfica do EdgeRouter, na seguinte opção:

    > Config Tree
    > interfaces
    > pseudo-ethernet (*)
    > + Add

    (*) Depois de adicionar a interface será possível clicar no nome dela e atribuir um IP. 
    O modem está no IP 192.168.15.1, com DHCP desligado.
    Nesse caso, devo criar a pseudo-ethernet com IP 192.168.15.2 e depois acessar a interface do modem em 192.168.15.1?

    Edit:
    Preciso linkar à eth0?


  • Assim você consegue acessar o modem a partir do ER porque ambos compartilham a mesma rede, mas não a partir da LAN que está em outra sub-rede porque o modem não conhece essa outra sub-rede. Para contornar essa situação você precisa fazer uma regra de SNAT na saída da pseudo interface para "delegar" ao roteador a tarefa de originar o acesso em nome da LAN. 
    tntzk
  • Assim você consegue acessar o modem a partir do ER porque ambos compartilham a mesma rede, mas não a partir da LAN que está em outra sub-rede porque o modem não conhece essa outra sub-rede. Para contornar essa situação você precisa fazer uma regra de SNAT na saída da pseudo interface para "delegar" ao roteador a tarefa de originar o acesso em nome da LAN. 
    Como crio essa regra de SNAT?
Entre ou Registre-se para fazer um comentário.